Equipamentos

Abaixo estão os equipamentos do Laboratório de Ensino de Vácuo e Criogenia com uma breve descrição.

 

- Experimento de filmes finos

AC2_9566 (Large)

Conjunto de bomba mecânica com sistema de controle de gás para deposição metálica ou orgânica

 

- Experimento de velocidade de bombeamento com bomba mecânica

AC2_9560 (Large)

A Determinação da velocidade de bombeamento é feita pelo método da corrente molecular de gás

 

- Experimento de Condutância de Tubos de Vácuo

AC2_9558 (Large)

 

Na foto  acima observa-se a Bomba Mecânica e 2 medidores de vácuo tipo Bourdon,  válvula agulha,  tubo cuja condutância deve ser medida,  seringa graduada invertida, e  béquer com água colorida.

 

 

- Experimento de Criossorção em Zeolita e carvão ativado

AC2_9568 (Large)

O sistema da figura acima consiste de uma câmara de aço inox ligada por válvulas a um volume calibrado, a um manômetro tipo Bourdon, a uma válvula agulha e a uma bomba mecânica e, finalmente, a um tubo de quartzo que contém a substância adsorsora.

 

- Experimento de Espectroscopia de Plasma

AC2_9563 (Large)

O aparato experimental acima utilizado para a realização deste trabalho é constituído por um sistema de vácuo (difusora em série com mecânica) cujo interior da câmara contém um par de eletrodos ligados a uma fonte de alta tensão d.c. A distância entre os eletrodos pode ser variada de alguns centímetros. Acoplada à câmara, uma válvula agulha regula o fluxo de injeção do gás a ser ionizado. Um espectrômetro acoplado a uma fibra óptica e um microcomputador com o software de interface micro-espectrômetro para a aquisição de dados.

- Experimento com Criostatos e perdas de Líquidos criogênicos

AC2_9570 (Large)

Um criostato de pesquisa é um recipiente de forma complexa feito para receber líquidos criogênicos como nitrogênio líquido e hélio líquido. Em criostatos de hélio, o nitrogênio serve para abaixar a temperatura do criostato até 77 K, que é a temperatura de sua ebulição, e ao mesmo tempo formar uma blindagem térmica para o recipiente interno de hélio líquido. O isolamento térmico desses líquidos do ambiente e entre si é feito usando-se um sistema de alto vácuo, que em geral permite alcançar pressões da ordem de 10-6 torr, o que minimiza o transporte de calor via gás rarefeito. A transferência de calor por condução nas paredes do criostato é minimizada utilizando-se materiais de baixa condutividade térmica, que no nosso caso específico é aço inox 304.

 

- Experimento de Supercondutividade

 

AC2_9564 (Large)

Neste experimento utilizaremos uma cerâmica supercondutora, preso a uma moldura metálica e já com os fios conectados. A pastilha constitui-se de um supercondutor do tipo II , cuja temperatura de transição é relativamente alta e assim não é necessário à utilização de hélio líquido para atingir a temperatura de transição. Esta temperatura pode ser alcançada com nitrogênio líquido

 

- Experimento de Superfluidez do Hélio

AC2_9569 (Large)

 

 Sistema Fluidificador.....

 

- Experimento de Detetor de vazamento com Hélio

L detector

 

Sistema para buscar vazamentos em tubulações e conexões.